É comum encontrarmos em paredes internas ou externas, tetos ou pisos, algumas rachaduras. Mas você sabe avaliar o risco delas? Confira aqui algumas informações importantes!

 . Fissuras – são aquelas pequenas aberturas, normalmente possui até 1 milímetro e ocorrem frequentemente em revestimentos de argamassa ou juntas de blocos a vista. Em geral não provocam consequências.

 . Trincas – trata-se de aberturas um pouco maiores que as fissuras, entre 1 a 3 milímetros, que podem ou não evoluir para problemas maiores. Portanto é um caso que exige avaliação técnica para identificar a amplitude do problema.

 . Rachaduras – aqui apresentam-se relativamente grandes, em geral acima de 3 milímetros. Normalmente surgem devido a problemas de acomodação ou de estrutura da edificação. São casos que exigem avaliação técnica e solução em curto prazo.

 Com certeza a grande maioria se questiona: Mas por que então elas surgem? Em todos os casos, questões como as variações térmicas, acomodação natural da edificação no terreno, entre outros fatores, favorecem para que este tipo de situação aconteça.

 Principalmente porque o concreto, o aço, os blocos cerâmicos, tijolos de barro, a argamassa mista, de cimento, o alumínio, vidros, entre outros materiais, são todos materiais heterogêneos. Ou seja, em casos de variação térmica, sofrem dilatação e retração, modificando continuamente e em pequenas proporções a estrutura. O que provoca as fissuras, trincas e rachaduras.

 Exatamente por isso é fundamental contar com uma equipe experiente para auxiliar na escolha dos melhores materiais de construção e, principalmente, para a execução do projeto. Então não perca tempo e entre em contato com nossa equipe para solicitar uma avaliação do seu imóvel e/ou projeto.

Quer saber mais? Pois reunimos profissionais capacitados e prontos para atender todas as suas necessidades em construções e reformas.
Entre em contato com nossa excelente equipe, solicite uma avaliação e tire todas as suas dúvidas!